Quarta-feira, 13 de Junho de 2018

«Mudar de Vida»

Quando fico "em baixo" vou sempre procurar a um qualquer canto de mim mesmo coisas que me deixam bem. É um caminho secreto, tão secreto que não sei repeti-lo, mas que me leva a um montículo de minúsculos papéis, pedaços de folhas escritas rasgadas pelo tempo. Julgo que é a isto que se chama memória, mas não tenho a certeza - não encontro qualquer indício de outros rostos, de outros olhares, de outras mãos, mas apenas uma sensação de paz, bem ancorada neste presente.

Separo do montículo, com o cuidado que me merecem todas as coisas frágeis, um desses pedaços. Mesmo sabendo que foi uma escolha, deixo-me envolver num encontro fortuito.

Mudar de Vida - Carlos Paredes, Luísa Amaro e Paulo Curado.

 

Tags:
Publicado por Fernando Delgado às 01:25
| Comentar post
Patilhar
Fernando Delgado

Pesquisar

 

Posts recentes

Eugénio de Andrade

«Deus e o Diabo»

... biodiversidade

Txoria Txori

A diversidade do territór...

«Tempo»

«Uma narrativa para a pai...

Guião para um filme tragi...

Guião para um filme tragi...

«... para uma geografia e...

Bertolucci

«O Bode Expiatório»

«A Invenção da paisagem»

«BBB»

wildfire

granum

A. Lobo Antunes

«Cebola crua com sal e br...

«mundos mudos» no papalag...

Steinbeck

... fogos gregos

Stefan Zweig

Hermann Hesse

«Mudar de Vida»

Os "interiores"

Tags

aprender

canções

esboços

estórias

interiores

leituras

notícias do casino

outros olhares

peanuts

rural

todas as tags

Arquivos