Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2009

Mudanças...

«As mudanças que mudam

(…)
Em primeiro lugar, a homogeneização de vida em todo o espaço português. Apesar do problema das periferias e da desertificação do interior, nunca como hoje houve um maior equilíbrio em todo o espaço, mormente quanto às diferenças cidade-campo. Vem-se de uma aldeia do interior remoto para o hospital, a universidade ou o concerto em Lisboa, Porto ou Coimbra, e já não se conhece a sensação perdida do provinciano na grande cidade. Inversamente, o citadino que se desloca ao “Portugal profundo” vê-se desarmado da sensação de entrar em terra de bárbaros, limitando-se a ajustar a escala. 
Em segundo lugar, é irreconhecível o espaço de igualdade conquistado pelas mulheres. Sem que a mudança tenha tido degraus vagarosos. A mulher jovem portuguesa de hoje não imagina o peso de mudança que tem, por exemplo, poder circular sossegada junto de um espaço masculino, designadamente uma qualquer obra de construção civil.
Em terceiro lugar, as crianças. Nenhum pai ou mãe, hoje, ter desfaçatez para encarar a censura pública e dar um estalo ou uma palmada nos filhos num café ou na rua, dá a dimensão de um mundo que se virou.
Finalmente, os tabus comportamentais e os preconceitos mais enraizados que estavam à guarda da Igreja Católica desmoronam-se como castelos de areia. O que deu mais luta ainda foi a IVG mas, mesmo essa, foi chão que deu uvas. (…)»
No Água Lisa, para uma leitura integral
tags:

publicado por Fernando Delgado às 01:18
link do post | comentar | favorito

Novembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30


pesquisar neste blog

 

arquivos

posts recentes

eucalyptus deglupta

O silêncio dos livros

Cartoons

O inútil paciente zero

A infância...

Do lagostim à merda dos c...

Luis Sepúlveda

Abril

O pandemineiro

«Éramos felizes, mas não ...

Calma, é apenas um pouco ...

Ausência

Entre dos aguas

Piazzolla

«Tanto mar»

Fertilidade transumante

...

Notre-Dame

... à mesa do café...

Floresta/paisagem...

«Não há paisagens para se...

«A natureza deixa sempre ...

Eugénio de Andrade

«Deus e o Diabo»

... biodiversidade

Txoria Txori

A diversidade do territór...

«Tempo»

«Uma narrativa para a pai...

Guião para um filme tragi...

Guião para um filme tragi...

«... para uma geografia e...

Bertolucci

«O Bode Expiatório»

«A Invenção da paisagem»

«BBB»

wildfire

granum

A. Lobo Antunes

«Cebola crua com sal e br...

«mundos mudos» no papalag...

Steinbeck

... fogos gregos

Stefan Zweig

Hermann Hesse

«Mudar de Vida»

Os "interiores"

Função social da propried...

Word Press Photo

Contributos para uma inte...

tags

aprender

canções

esboços

estórias

interiores

leituras

notícias do casino

outros olhares

peanuts

rural

todas as tags

links