Terça-feira, 29 de Maio de 2007

Modigliani

(… esboço para uma cena do filme1 modigliani, em que o pintor dança à volta da estátua de Balzac, no meio da neve, com uma garrafa de vinho tinto na mão…)
 
Convoquem todos os nómadas do mundo, mostrem-lhes um caminho e verão como eles se quedarão na encruzilhada da partida, antes de se esgueirarem pelos atalhos do destino. Depois barafustem, critiquem, revejam todos os conceitos e normas, criem padrões de comportamento, rasguem novos caminhos… Que inutilidade, que estranha forma de ser! Haverá sempre um modigliani a dançar à volta da estátua de Balzac, ou de Camões, ou de Pessoa… Haverá sempre um nómada no meio deste sedentarismo mental que em permanente dança desenha leves traços no céu, apenas perceptíveis no prolongamento das mãos. E é aqui, só aqui, que o mundo começa a tornar-se interessante… (o vinho tinto é apenas um pormenor).
1 de Mick Davis, com Andy Garcia (Modigliani), Omid Djalili (Picasso), Theodor Danetti (Renoir), Stevan Rimkus (Soutine), etc.
Publicado por Fernando Delgado às 01:01
| Comentar post
Patilhar
Fernando Delgado

Pesquisar

 

Posts recentes

Stefan Zweig

Hermann Hesse

«Mudar de Vida»

Os "interiores"

Função social da propried...

Word Press Photo

Contributos para uma inte...

A terra do Capuchinho Ver...

Contributos para uma inte...

«Quando vier a primavera»

Contributos para uma inte...

Amenidades invernais

Contributos para uma inte...

A oeste nada de novo*

Lili Artic Golden, sem li...

Valha-nos deus

Tejo nauseabundo

Lobbies

Bocejos

Contributos para uma inte...

O envelhecimento é a acum...

mapas rurais

Ajustando as velas

Contrastes

Contributos para uma inte...

Tags

aprender

canções

esboços

estórias

interiores

leituras

notícias do casino

outros olhares

peanuts

rural

todas as tags

Arquivos