Sexta-feira, 1 de Novembro de 2013

Assalto aos Recursos Naturais

Para uma leitura preocupada e reflexiva. Preocupada com analogias de "pequena" escala em Portugal, mesmo as que se podem apresentar como "soluções" (todo o interior florestal/pirómano do país...); reflexiva no entendimento da evolução histórica, a longa evolução histórica destes fenómenos, as suas causas, as suas consequências e, já agora, os seus protagonistas.

 

«[...]

Ao longo da última década, alguns governos, grandes empresas e organizações com grande poder económico, sediadas em países como a China, a Arábia Saudita, a Alemanha, o Reino Unido, e outros estão a comprar grandes extensões de terra em diversas regiões do mundo, destacando-se África, Ásia e América do Sul. O objectivo é a extracção dos recursos minerais e também o uso agrícola e florestal. Há estimativas que indicam que desde o ano 2000 foram vendidos cerca de 50 milhões de hectares a governos e empresas estrangeiras.

Este assalto aos recursos naturais por parte de alguns países que dominam o mundo e controlam a economia global, revela a face perversa da lógica de desenvolvimento dominante, em que é possível a alguns países comprometerem o potencial de desenvolvimento de países mais pobres, tantas vezes sem qualquer preocupação de bem-estar para com os povos que aí residem. Se as colonizações decorrentes das descobertas marítimas dos portugueses e das conquistas europeias provocaram uma séria delapidação de recursos nos continentes e países então colonizados, o assalto em curso é de uma brutalidade cega e surda, mas tragicamente devastadora.»

 

Helena Freitas. O Assalto aos Recursos Naturais. Público, 10.10.2013.

tags:

publicado por Fernando Delgado às 00:36
link do post | comentar | favorito

Novembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30


pesquisar neste blog

 

arquivos

posts recentes

eucalyptus deglupta

O silêncio dos livros

Cartoons

O inútil paciente zero

A infância...

Do lagostim à merda dos c...

Luis Sepúlveda

Abril

O pandemineiro

«Éramos felizes, mas não ...

Calma, é apenas um pouco ...

Ausência

Entre dos aguas

Piazzolla

«Tanto mar»

Fertilidade transumante

...

Notre-Dame

... à mesa do café...

Floresta/paisagem...

«Não há paisagens para se...

«A natureza deixa sempre ...

Eugénio de Andrade

«Deus e o Diabo»

... biodiversidade

Txoria Txori

A diversidade do territór...

«Tempo»

«Uma narrativa para a pai...

Guião para um filme tragi...

Guião para um filme tragi...

«... para uma geografia e...

Bertolucci

«O Bode Expiatório»

«A Invenção da paisagem»

«BBB»

wildfire

granum

A. Lobo Antunes

«Cebola crua com sal e br...

«mundos mudos» no papalag...

Steinbeck

... fogos gregos

Stefan Zweig

Hermann Hesse

«Mudar de Vida»

Os "interiores"

Função social da propried...

Word Press Photo

Contributos para uma inte...

tags

aprender

canções

esboços

estórias

interiores

leituras

notícias do casino

outros olhares

peanuts

rural

todas as tags

links