Sábado, 18 de Dezembro de 2010

PORDATA

 

Estes contadores do PORDATA são irritantes. Não param! Procura-se qualquer coisa, mesmo que não se encontre e, quando se volta à página inicial, lá estão os números sempre a correr, frios, indiferentes, desprezíveis (Dívida Pública das Administrações Públicas, hoje – 369 960 024 €; Receitas Fiscais do Estado, hoje – 91 294 956 €; …)

Ficamos esclarecidos ou apenas deprimidos? Esperamos ansiosos por amanhã ou morremos já hoje?

Não tenho nada contra a estatística, mas os números precisam de um enquadramento mínimo que os desligue dessa austera proclamação do inferno ou do paraíso - os dois locais menos interessantes do mundo.

O A. Barreto faz coisas bem feitas – já sabíamos! Mas onde está o contador das pessoas felizes? E das que, mesmo sendo infelizes, acreditam no amanhã ou muito simplesmente não se preocupam com isso? São estes números, entre muitos outros, que me interessava agora saber porque este é o momento em que menos me interessa o futuro. Estou-me nas tintas, o presente basta-me!

Nota: os números, já são outros: 379 372 186 € da Dívida Pública e 93 685 269 € de Receitas Fiscais. Nestes cinco minutos aconteceu o quê?

Tags:
Publicado por Fernando Delgado às 22:32
| Comentar post
Patilhar
Fernando Delgado

Pesquisar

 

Posts recentes

Stefan Zweig

Hermann Hesse

«Mudar de Vida»

Os "interiores"

Função social da propried...

Word Press Photo

Contributos para uma inte...

A terra do Capuchinho Ver...

Contributos para uma inte...

«Quando vier a primavera»

Contributos para uma inte...

Amenidades invernais

Contributos para uma inte...

A oeste nada de novo*

Lili Artic Golden, sem li...

Valha-nos deus

Tejo nauseabundo

Lobbies

Bocejos

Contributos para uma inte...

O envelhecimento é a acum...

mapas rurais

Ajustando as velas

Contrastes

Contributos para uma inte...

Tags

aprender

canções

esboços

estórias

interiores

leituras

notícias do casino

outros olhares

peanuts

rural

todas as tags

Arquivos