Domingo, 6 de Junho de 2010

Hoje

Poderia escrever sobre a crise, mas que sei eu da crise, que sei eu do sistema financeiro? Nada, zero! Mas as pessoas… De repente ficaram tristes; riem, mas não sorriem; andam de um lado para o outro, parece que andam; às vezes choram. Se ao menos houvesse alguém por perto a quem dar uma bofetada. Mas não, é o sistema, qualquer coisa sem cabeça (e sem corpo onde assentar um valente pontapé).

  

 (Lembram-se do Chaplin, em O Grande Ditador, a "brincar" com o mundo? Se Chaplin fosse vivo, que personagem encarnaria? Qual o rosto para o sistema financeiro? Um polvo? Os polvos têm rosto?)

    

Ah, os políticos! Não, não cairei na velha e estafada lenga-lenga de que os culpados são os políticos. É verdade que muitas vezes são medíocres, mas também quem quer ser político? Direi apenas que não estou nem nunca estarei à espera que resolvam os meus problemas. Já seria bom que não atrapalhassem!

 

Poderia escrever sobre o TGV, mas não sei nada de comboios, a não ser que nos levam ou trazem de qualquer sítio. Parece que é muito caro, mas a pressa, a necessidade de estar em qualquer lugar uns segundos antes dos outros, sempre teve um preço muito elevado. E eu que sempre gostei mais da viagem, do caminho, do que da partida ou chegada…

  

Poderia escrever sobre o petróleo da BP que jorra do fundo do mar algures no Golfo do México. Mas dizer o quê? Que é irónico o maior consumidor de energia fóssil do mundo de repente ver-se chafurdar numa imensa maré de crude?

 

Poderia escrever sobre a selecção nacional que partiu hoje para a África do Sul. Não digo nada!

  

(No fundo, no fundo, não me apetece escrever. Do que preciso mesmo é de uma tela e tintas para reinventar uma ou duas cores do arco-íris.)

Publicado por Fernando Delgado às 00:30
| Comentar post
Patilhar
Fernando Delgado

Pesquisar

 

Posts recentes

mapas rurais

Ajustando as velas

Contrastes

Religiões

Negro profundo

«Ninguém desce vivo de um...

Recomeços

«Custo social dos incêndi...

Sinais

Recoleção

Domesticação...

"geografia das ausências"

Galerias ripícolas

do res nulius ao black ac...

A case of you

Assimetrias

J. Fanha

Eduardo Mendoza

«o pregador de verdades d...

Belos dias

A Gente Vai Continuar

Talamou

Dylon

«A realidade é uma opiniã...

«Human»

Tags

aprender

canções

estórias

interiores

leituras

notícias do casino

outros olhares

peanuts

pintura

rural

todas as tags

Arquivos