Sábado, 22 de Novembro de 2008

Geração Y

Detesto juízos de valor, catálogos, rótulos… Mas não resisto a um bom cartoon, ou a um bom texto (lembram-se da expressão geração rasca de Vicente Jorge Silva, no Público, em meados da década de 90, julgo que em 1994?).
Afinal, como aconteceu com a geração rasca, a geração Y acabará por se transformar na geração do poder daqui a uns anos… Não há nenhum drama nisso, mesmo que muitos de nós, de uma geração sem adjectivo ou letra, desviemos o olhar de algum Y mais atrevido…
Tags:
Publicado por Fernando Delgado às 02:16
| Comentar post
Patilhar
Fernando Delgado

Pesquisar

 

Posts recentes

Negro profundo

«Ninguém desce vivo de um...

Recomeços

«Custo social dos incêndi...

Sinais

Recoleção

Domesticação...

"geografia das ausências"

Galerias ripícolas

do res nulius ao black ac...

A case of you

Assimetrias

J. Fanha

Eduardo Mendoza

«o pregador de verdades d...

Belos dias

A Gente Vai Continuar

Talamou

Dylon

«A realidade é uma opiniã...

«Human»

Outono

MEC sobre Trump

À espera de Godot

De Niro, sem maquilhagem

Tags

aprender

canções

estórias

interiores

leituras

notícias do casino

outros olhares

peanuts

pintura

rural

todas as tags

Arquivos