Segunda-feira, 13 de Outubro de 2008

Previsões

(O Expresso “pediu a oito dos mais reputados cientistas portugueses que antecipassem as investigações que vão revolucionar as nossas vidas nos próximos anos.” São oito opiniões e a única coisa que me apetece dizer é que todas elas se ficam pelo ego dos próprios autores…

Mas não resisto ao seguinte comentário de um leitor: “Para quando comprar pacotes de sabedoria? Gostaria de ver no supermercado do meu bairro, concentrado de matemática ou sopa de poesia.”)
 
«Veículos eléctricos - João Peças Lopes  
Na visão de João Peças Lopes, dentro de 20 anos as estradas deste planeta serão dominadas por automóveis movidos a energia eléctrica, amigos do ambiente e tão fáceis de carregar como um telemóvel. Chamam-lhes veículos "plug-in", ou de ligar à corrente, e o seu desenvolvimento será, segundo o coordenador da Unidade de Sistemas de Energia do INESC-Porto, a solução para os problemas de mobilidade do futuro. (…)
Robôs humanóides - J. Norberto Pires
Imagine um futuro onde robôs que se assemelham aos humanos irão auxiliar-nos nas tarefas domésticas, brincar com os nossos filhos ou fazer companhia a parentes idosos. E imagine que é possível interagir com essas máquinas de forma intuitiva e natural, comunicando da mesma forma que faríamos com qualquer pessoa. Pode parecer um cenário saído da mais recente produção de Steven Spielberg ou George Lucas, mas a era dos robôs humanóides está a poucos anos de distância, garante J. Norberto Pires, presidente da Sociedade Portuguesa de Robótica. (…)
Laboratório num chip - Paulo Freitas  
De todas as tecnologias emergentes, poucas serão tão promissoras como a nanotecnologia, a ciência do muito pequeno (o prefixo nano vem do grego "nânos", que significa anão) ou, numa linguagem mais precisa, dos objectos à escala molecular. As suas aplicações cruzam áreas tão diversas como a informática, a electrónica, o armazenamento, a produção e conversão de energia e até mesmo as indústrias têxtil e de cosmética. Contudo, sustenta Paulo Freitas, director do INESC Microsistemas e Nanotecnologias e director-geral adjunto do Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia - que deverá abrir as portas em Braga, no final do próximo ano - será na área da saúde que a sua influência será mais decisiva. (…)
Medicina regenerativa - Rui Reis  
E se um dia pudesse, qual salamandra, regenerar um membro inteiro do seu corpo? Ou receber o transplante de um órgão produzido em laboratório com as suas próprias células, feito à medida e sem risco de rejeição ou necessidade de encontrar dadores compatíveis? A resposta a estes desafios está na medicina regenerativa, que será, segundo Rui Reis, director do Grupo 3B's da Universidade do Minho e do Instituto Europeu de Excelência em Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa, o centro da próxima revolução tecnológica. "Depois da revolução industrial e da revolução das tecnologias de informação, chegou a era da revolução da biotecnologia", assegura o investigador. (…)
Alimentos funcionais - Xavier Malcata  
Aos alimentos do futuro já não lhes bastará garantir a sua função primária, isto é, construir o nosso corpo e fornecer a energia de que o organismo precisa para alimentar as actividades que realizamos. Ou sequer a de cumprir a sua função secundária: a de nos proporcionar os pequenos prazeres associados ao pecado da gula. O futuro, garante Xavier Malcata, director da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica do Porto, está nos alimentos funcionais, uma nova classe de alimentos capazes de actuar pró-activamente na diminuição do risco de doença e na promoção da saúde e do bem-estar. (…)
Guiados pela mente - António Damásio  
Para o neurocientista português António Damásio, a aplicação prática mais importante no domínio da neurociência virá do desenvolvimento de métodos que permitam usar sinais cerebrais para mover próteses robóticas. Não será necessário mexer um dedo ou verbalizar qualquer palavra. Bastará imaginar um movimento para que a prótese o execute. É o extraordinário poder da mente levado ao extremo. Um verdadeiro sopro de liberdade para quem se encontre refém no seu próprio corpo. (…)
Genómica pessoal - António Coutinho  
Os genes do nosso organismo guardam, segundo António Coutinho, director do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), em Oeiras, uma das revoluções mais promissores no campo da Medicina. Com os avanços e a crescente acessibilidade das tecnologias de sequenciação, por um punhado de euros, dentro de alguns anos será possível dissecar a informação contida no nosso genoma e, com isso, determinar, "com alguma precisão", os riscos que temos de desenvolver uma determinada doença, podendo combatê-la antes mesmo que esta se desenvolva. A isto chama-se Genómica Pessoal e irá, segundo Coutinho, impulsionar a era da medicina personalizada. (…)
Electrónica molecular - António Câmara  
Imagine mapas interactivos em papel para guias turísticos, ou garrafas de água que reduzem a sua dimensão à medida que o líquido é consumido, ou ainda janelas que são ecrãs de computador, mesas de madeira com tampos para jogos virtuais, ou "t-shirts" em que poderá mostrar e esconder o seu número de telemóvel. Materiais tradicionais, como o papel, o plástico, o vidro, a madeira, a cortiça ou o tecido, com propriedades interactivas, adaptados às exigências comunicacionais do século XXI - um admirável mundo novo que começa a ganhar forma graças à electrónica molecular. A revolução também passa por Portugal: estas ideias estão a ser desenvolvidas pela YDreams, empresa que tem construído uma reputação internacional no uso criativo de tecnologia em "media" interactivos, em colaboração com as equipas de Elvira Fortunato e Fernando Pina, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. (…)»
Publicado por Fernando Delgado às 23:58
| Comentar post
Patilhar
Fernando Delgado

Pesquisar

 

Posts recentes

Assimetrias

J. Fanha

Eduardo Mendoza

«o pregador de verdades d...

Belos dias

A Gente Vai Continuar

Talamou

Dylon

«A realidade é uma opiniã...

«Human»

Outono

MEC sobre Trump

À espera de Godot

De Niro, sem maquilhagem

Guterres

Arturo Pérez-Reverte

Achamentos na Costa Vicen...

(Gente) sinistro(a)

«Someday this war's gonna...

BREXIT (adenda)

Brexit

Carla Bley

A Seiva da Raíz

Regresso à «Tabacaria»

Abril

Tags

aprender

canções

estórias

interiores

leituras

notícias do casino

outros olhares

peanuts

pintura

rural

todas as tags

Arquivos