Sexta-feira, 15 de Setembro de 2006

Agustina

“Espaço para sonhar
 
Uma boa história é a que nos comunica a consciência da nossa individualidade. Todos nós somos protagonistas duma história maravilhosa, mas só o artista pode desvendar a profundidade com que ela se desenrola, trazendo à superfície a suprema aventura da individualidade humana. Para o artista, para o psicólogo, não há almas simples. A simplicidade é um aspecto superficial do complexo ou então a síntese de uma estrutura difícil. A simplicidade adquire-se com a maturação do espírito; a sobriedade e a concisão obtêm-se por sistema de eliminação, e são obra de uma intensa experiência. Mas aqueles cuja alma resta como um germe que não evoluiu, esses nunca serão simples.
A simplicidade é o que nos parece inimitável na Natureza, que é um conjunto de elementos, uma sequência de fenómenos sem lógica. Porém, quanto mais o homem se aproxima dessa profunda e ilógica naturalidade, mais o achamos estranho.
(…)
 
Agustina Bessa Luís in Contos Impopulares
Tags:
Publicado por Fernando Delgado às 23:58
| Comentar post
Patilhar
Fernando Delgado

Pesquisar

 

Posts recentes

Belos dias

A Gente Vai Continuar

Talamou

Dylon

«A realidade é uma opiniã...

«Human»

Outono

MEC sobre Trump

À espera de Godot

De Niro, sem maquilhagem

Guterres

Arturo Pérez-Reverte

Achamentos na Costa Vicen...

(Gente) sinistro(a)

«Someday this war's gonna...

BREXIT (adenda)

Brexit

Carla Bley

A Seiva da Raíz

Regresso à «Tabacaria»

Abril

... às portas do casino

a força da canção ao vivo...

O casino!...

Retrospectivas

Tags

aprender

canções

estórias

interiores

leituras

notícias do casino

outros olhares

peanuts

pintura

rural

todas as tags

Arquivos