Quinta-feira, 17 de Agosto de 2006

Günter Grass

Günter Grass, segundo ele próprio confessa, parece que se alistou nas SS aos 17 anos...
 
(É sempre bom saber a verdade? E essa verdade é sempre importante? Voltarei a ler “O Tambor” e, finalmente, terei coragem de acabar de ler “Uma Longa História”? E se reler estarei de mente aberta ao prazer da leitura, ou apenas a tentar descobrir nas entrelinhas eriçadas cruzes suásticas… Que idiotice esta de termos um passado! E que estranha vertigem esta de a ele regressarmos quando o presente nos bastava…)
Publicado por Fernando Delgado às 00:16
| Comentar post
Patilhar
Fernando Delgado

Pesquisar

 

Posts recentes

Negro profundo

«Ninguém desce vivo de um...

Recomeços

«Custo social dos incêndi...

Sinais

Recoleção

Domesticação...

"geografia das ausências"

Galerias ripícolas

do res nulius ao black ac...

A case of you

Assimetrias

J. Fanha

Eduardo Mendoza

«o pregador de verdades d...

Belos dias

A Gente Vai Continuar

Talamou

Dylon

«A realidade é uma opiniã...

«Human»

Outono

MEC sobre Trump

À espera de Godot

De Niro, sem maquilhagem

Tags

aprender

canções

estórias

interiores

leituras

notícias do casino

outros olhares

peanuts

pintura

rural

todas as tags

Arquivos