Segunda-feira, 29 de Maio de 2006

OGM's

Por força de um trabalho que estou a fazer sobre Organismos Geneticamente Modificados (OGM’s), fui obrigado a ler dezenas de artigos sobre esta matéria, principalmente americanos, disponíveis no site da AgBioWorld…, mas o que me trouxe aqui não são propriamente os OGM’s, mas a maneira como a comunidade científica americana (e não só) parece encarar a ciência e a sua aplicação prática.
Sabe-se que em Portugal existe um claro divórcio entre os cientistas e investigadores, por um lado, e as empresas, por outro, com consequências muito graves quer na credibilização do trabalho científico quer no grau de inovação empresarial. As excepções são muito poucas e apenas confirmam a regra, pelo que se apela sistematicamente a uma maior interligação entre estas duas realidades, de modo a que os cientistas e investigadores não “trabalhem apenas para o curriculum” e as empresas se abram à inovação. Nisto parece estarmos todos de acordo.
O que é para mim espantoso é que o oposto também acontece e pode ser uma catástrofe! A leitura dos inúmeros artigos disponíveis no AgBioWorld revela o lado mercantil da ciência, o apelo a um conjunto inenarrável de argumentos demagogicamente alinhados para obter um determinado efeito psicológico na opinião pública. Os exemplos são do tipo “hoje temos 6.5 mil milhões de pessoas, em 2050 teremos 9 mil milhões; na população actual 1.2 mil milhões de crianças morrem à fome ou são subnutidas; a ‘agricultura tradicional’ não pode sustentar esta população; etc….”, para logo depois concluir sem qualquer despudor, que a solução para a erradicação da fome no mundo está nos OGM’s…
Quem escreve isto não são jornalistas, ou cidadãos que exprimem a sua opinião, são cientistas de reputadas universidades americanas, australianas, indianas, francesas, inglesas…, são respeitáveis professores que descobriram como se manipula o genoma dos organismos vivos, mas que não se coíbem de simultaneamente serem consultores das empresas que comercializam os produtos obtidos…
Sei que a ciência não é neutra, nem tem que o ser, mas causa-me alguma náusea ver os cérebros deste planeta embrenhados numa disputa mercantil e demagógica que em alguns casos chega a parecer histérica, como nestes dois exemplos:
“(…) Hhat saddens me most, Sir, is much you will be missing if you turn your back on science. I have tried to write about the poetic wonder of science myself, but may a take the liberty of presenting you with a book by another author? It is The Demon-Haunted World by lamented Carl Sagan. I’d call your attention especially to the subtitle: Science as a Candle in the Dark”, carta aberta de Richard DawKins, Professor of the Public Understanding of Science at OxfordUniversity, ao Príncipe Carlos
ou
“The efforts of organizations such as Greenpeace to block efforts to feed people adequately throughout the world by battling biotechnology resolutely are doubtless helpful to the finances of that organization, which does not spend a cent of its money will go to alleviate starvation or to help people, but they are outrageous, scientifically unfounded, and should be rejected out of hand by any moral person” de Peter Raven, Missouri Botanical Garden.
 
Malthus enganou-se quanto ao crescimento demográfico e é evidente que a pobreza e a fome no mundo não se resolvem com OGM’s, como não se resolveram com a revolução verde. Valha a verdade que os OGM's podem ser um importante factor de progresso na obtenção de alimentos, de preservação do ambiente e da biodiversidade (usando menos pesticidas), ou de erradicação de doenças crónicas (carência de vitamina A no arroz e de proteína na batata, por exemplo). Não me preocupa muito a acusação ética ou religiosa "playing god", até porque deus gosta destes jogos..., mas neste caso, como em muitos outros, apetece responder: that’s the politics, stupid!
Publicado por Fernando Delgado às 00:48
| Comentar post
Patilhar
Fernando Delgado

Pesquisar

 

Posts recentes

«Custo social dos incêndi...

Sinais

Recoleção

Domesticação...

"geografia das ausências"

Galerias ripícolas

do res nulius ao black ac...

A case of you

Assimetrias

J. Fanha

Eduardo Mendoza

«o pregador de verdades d...

Belos dias

A Gente Vai Continuar

Talamou

Dylon

«A realidade é uma opiniã...

«Human»

Outono

MEC sobre Trump

À espera de Godot

De Niro, sem maquilhagem

Guterres

Arturo Pérez-Reverte

Achamentos na Costa Vicen...

Tags

aprender

canções

estórias

interiores

leituras

notícias do casino

outros olhares

peanuts

pintura

rural

todas as tags

Arquivos