Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2005

Interiores

 

(Noite de Fogo, Óleo s/tela, 60x100)
 
Há noites assim - apenas deixam que o luar descubra o leve arder dos dias numa espécie de antecipação de qualquer mensagem... Não gosto destes dias, porque não gosto das notícias que trazem, muito sorrateiramente, às escondidas, fazendo parte de um qualquer jogo fatal... Devíamos ter o direito de ignorar alguns dias do ano, de passar sobre eles, de os riscar do calendário e da memória. Há momentos em que devíamos ter o direito de não ser.
Publicado por Fernando Delgado às 23:46
| Comentar post
Patilhar
Fernando Delgado

Pesquisar

 

Posts recentes

Assimetrias

J. Fanha

Eduardo Mendoza

«o pregador de verdades d...

Belos dias

A Gente Vai Continuar

Talamou

Dylon

«A realidade é uma opiniã...

«Human»

Outono

MEC sobre Trump

À espera de Godot

De Niro, sem maquilhagem

Guterres

Arturo Pérez-Reverte

Achamentos na Costa Vicen...

(Gente) sinistro(a)

«Someday this war's gonna...

BREXIT (adenda)

Brexit

Carla Bley

A Seiva da Raíz

Regresso à «Tabacaria»

Abril

Tags

aprender

canções

estórias

interiores

leituras

notícias do casino

outros olhares

peanuts

pintura

rural

todas as tags

Arquivos